Buscar
  • Farol Conteúdo

5 motivos para se hospedar em um hostel

Conhecer gente é um deles, mas existem outras vantagens ainda mais interessantes para você

Abra sua mente para um jeito divertido e econômico de viajar. Na Europa, os hostels são a hospedagem preferida de viajantes por ampliar as possibilidades de você conhecer pessoas e ter novas experiências.

Aqui, no Brasil, esse mercado também está em expansão. Já somos o líder na América Latina em números de hostels e, hoje, existem 164 deles inscritos no Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas do Ministério do Turismo, o Cadastur, e mais de 30 mil turistas credenciados à rede Hostelling International no Brasil. Muitos deles oferecem, inclusive, a possibilidade de quartos individuais para quem deseja conhecer gente, sem abrir mão da privacidade na hora de dormir.


Os hostels estão priorizando cada vez mais o conforto e a experiência dos hóspedes, garantindo que eles que tenham uma ótima experiência durante toda sua viagem. “Aqui no Joy, por exemplo, nós investimos muito na qualidade do atendimento e dos quartos. Costumamos, inclusive, preparar roteiros personalizados para cada viajante.” , explica Pedro Henriques Pereira, um dos diretores do Joy Hostel, maior albergue do Centro-Oeste.

Confira, agora, 5 bons motivos para ficar em um hostel na sua próxima viagem:


1 – Conhecer gente /experimentar algo novo

Tem gente do mundo todo dentro de um hostel. Essa é uma grande vantagem para quem deseja conhecer novas culturas e, quem sabe, fazer novas amizades. Com uma vantagem adicional: a equipe dos hostels costuma estimular a interação entre pessoas. “A gente faz questão de apresentar os hóspedes uns para os outros. No último mês, por exemplo, fizemos happy hours todas as sextas-feiras, com música ao vivo e um clima bem descontraído, que propicia essa interação”, conta Wagner Cabral, outro dos diretores do Joy Hostel. Além disso, a equipe do Joy sempre sugere passeios personalizados para os hóspedes, de acordo com o perfil de cada um, sobre turismo de experiência.


2- Infraestrutura descolada

Ao entrar em um hostel você ficará imediatamente impactado. A decoração costuma ser criativa e aconchegante e geralmente existem áreas sociais como sala de TV, sala de jogos, bar e cozinha. Tudo isso contribui para que as pessoas se sintam como se estivessem em casa. Além dos tradicionais quartos compartilhados, alguns hostels — como o Joy — oferecem quartos privados e suítes com ar-condicionado.


3 – Atendimento diferenciado

Quem trabalha em hostel precisa gostar de pessoas. Não tem como ser diferente. Por isso — ao contrário do que acontece nos hotéis — todo mundo te receberá de braços abertos e ficará à disposição para tirar dúvidas, conversar e trocar ideias. Além disso, você e o time do hostel têm pelo menos outra paixão em comum: viajar. Por isso, faça questão de pegar dicas de passeios, restaurantes, aluguel de carro e tudo o que precisar para ter uma boa viagem com eles. “Para a gente, o cliente nunca é só um hóspede, mas um amigo que veio para fazer uma visita”, ressaltou Pedro.

4 – A localização costuma ser TOP

Os hostels costumam ficar localizados próximos ao centro da cidade ou em locais de fácil acesso aos meios de transporte. Como se não bastasse essa facilidade, você certamente receberá as melhores dicas de como se locomover na cidade sem gastar uma fortuna para isso.


5 – Várias opções de acomodações

Hostels precisam ser tão versáteis quanto seus hóspedes. Isso está presente também nos quartos disponíveis. Compartilhar faz parte da experiência. Por isso, é comum que hostels tenham dormitórios para 4, 6 ou até 10 pessoas. Entretanto, se você estiver buscando o ambiente descontraído, mas ainda assim preferir ficar em um cantinho só seu, uma alternativa é ficar em um quarto privativo. Muitos hostels oferecem essa opção, com suítes, com ar-condicionado e outras comodidades comumente encontradas em hotéis.

CURIOSIDADE

O primeiro hostel do mundo foi aberto na Alemanha, em 1912, em um castelo medieval do século XII: o Castelo de Altena. O espaço é belíssimo, cercado por muros de pedras cinzas, ponte levadiça e quartos com capacidade para até dez pessoas. Lá, também funciona o Museu Mundial dos Albergues da Juventude.


Em terras brasileiras, o hostel pioneiro foi a Residência Ramos, localizado na zona norte do Rio de Janeiro. Ele foi idealizado pelo casal Joaquim e Ione Trotta, que trouxeram a idéia para cá depois se hospedarem em um albergue da juventude, na França. A Residência Ramos funcionou de 1961 até 1973.


Joy Hostel Brasília Logo o Melhor Hostel e Mais bem locaizado de Brasília

& COLIVING

JOY HOSTEL

SCRN 702/703 Bloco H Entrada 49, Asa Norte Brasília, DF 70720-680

Tel.: +55 61 3542-9909 | WhatsApp : +55 61 9 9155-7240

contato@joyhostel.com.br

JOY COLIVING

Avenida Rabelo, Casa 21, Acampamento Rabelo, Vila Planalto | Brasília, DF 70804-020

Tel. & WhatsApp: +55 61 9 8210-6910

Conecte-se

 

  • White TripAdvisor Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

JOY HOSTEL | Copyright 2018 | All rights reserved.